segunda-feira, 30 de maio de 2016

Mil informações e um sentimento: equilíbrio



Seria muito bom dormir e acordar numa cidade de região montanhosa sem me preocupar com determinados problemas. Mas acontece que minha vida não tem os tons chuvosos e resolvidos da série Pretty Little Liars. Então, me surge uma reflexão. E se tivesse?

Se tivesse esses tons, meus problemas seriam outros. Ninguém é uma ilha. As relações interpessoais das pessoas provocam problemas em outras e é assim sucessivamente.

Mas o bom é que no final, tudo é experiência pra enfrentar coisas ainda maiores. Continuo achando que é loucura esse negócio de viver pra ser livre, porque não somos livres. Nós só precisamos buscar momentos de paz, harmonia.

De repente, num curto prazo de uma semana vem surgindo novas informações, tudo ao mesmo tempo. É impressionante, como o ser humano tem a capacidade de descobrir mil e uma coisas ao mesmo tempo, e conseguir digerir todas essas informações

E nessas descobertas, fico naquelas paranoias de "se eu não estivesse deste determinado jeito naquele momento, jamais teria acontecido", mas aí, eu paro pra pensar: no que vai adiantar? Aconteceu.

Como Heráclito, filósofo pré socrático, diria: Tudo flui. E nós só temos que seguir com o curso das coisas. Dar uma ajeitadinha quando tá incomodando, e viver.

Quero seguir dançando entre essas informações. Pareço a garotinha do clipe Chandelier - Sia, dançando loucamente até encontrar um denominador comum pra vida.

Talvez eu dance eternamente. O ponto de equilíbrio universal, nós só vivemos buscando. E absorvemos mais informações, experiências, aprendizados. Talvez o ponto de equilíbrio seja essa coreografia desconexa em que estamos dando a cara à tapa para sentir o que é real. Talvez o famigerado ponto de equilíbrio, seja nossos momentos mais humanos.




2 comentários:

Comente aqui! - Spams são excluídos pela Gabi!

Curta no facebook

Siga o blog por e-mail!